Agenda da Presidência

06/03/17
Mounir diz que Sanepar será exemplo para o país também no programa de equidade de gênero
Mais de 300 pessoas discutem o empoderamento feminino em Foz do Iguaçu
Mounir diz que Sanepar será exemplo para o país também no programa de equidade de gênero
Chaowiche fala de programa de equidade de gênero em seminário em Foz do Iguaçu

O evento reúne cerca de 300 pessoas de todas as regiões do país para falar do empoderamento feminino

O presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, participou neste domingo (5) da cerimônia de abertura do Seminário sobre o Empoderamento da Mulher, promovido pela União Geral dos Trabalhadores (UGT), em Foz do Iguaçu. Chaowiche falou do programa interno de equidade de gênero que a Companhia lançou no fim do ano passado. Chamado Equidade@Sanepar, o programa seguirá o os Princípios de Empoderamento das Mulheres, da Organização das Nações Unidas (ONU).

Mounir disse que a Sanepar é considerada uma das melhores companhias de saneamento no país, que tem se destacado nos índices de atendimento, e que também quer ser exemplo na equidade de gênero. “O saneamento deve ser prioridade dos governos, a exemplo do Paraná, que tem na média 77% no índice de atendimento com a rede coletora de esgoto enquanto no país esse número não passa dos 40%. Agora, estamos trabalhando para sermos a primeira empresa de saneamento a ter um programa que promove a igualdade”, ressaltou Chaowiche.

O presidente explicou que grupos de trabalho estão debatendo na empresa a equidade de gênero. Segundo ele, a Companhia já conta com mulheres ocupando cargos gerenciais e cargos de coordenações e uma delas ocupa a presidência da Fundação Sanepar, que cuida da saúde e da previdência dos empregados. “Queremos avançar ainda mais e o programa vem para desenvolver mais ações de educação, de preparação e de encorajamento para que as mulheres busquem o crescimento profissional na empresa”, destacou.

SEMINÁRIO – O evento cerca de 300 pessoas de todas as regiões do país e conta com a participação de representantes internacionais como Jana Silverman, diretora do Solidarity Center da Central Sindical Norte Americana, e a uruguaia Tamara Gascon, coordenadora das Centrais Sindicais do Cone Sul. Durante os três dias do evento será discutido o empoderamento feminino, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

A abertura do evento contou também com a participação da governadora em exercício do Paraná, Cida Borghetti, com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, e a prefeita de Foz do Iguaçu, Ines Weisrmann dos Santos. O seminário segue até a terça-feira (7), no Hotel Bella Itália.