Notícias

Agricultores de Jesuítas agora têm sistema de água

30/07/2015

Famílias da Linha Estrada Medianeira começam a ser abastecidas. Obra assegura conforto à comunidade

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e a Prefeitura de Jesuítas entregaram, nesta quarta-feira (30), o sistema de abastecimento rural da Linha Estrada Medianeira. A partir de agora, os produtores rurais da comunidade passam a ter água tratada em casa. São 18 famílias beneficiadas com a obra. O empreendimento se soma a outros esforços do Governo do Estado para garantir a qualidade de vida aos pequenos agricultores.

Quando você coloca água tratada, você mantém muitas famílias no campo. Esses agricultores querem ficar lá, eles não querem ir para a cidade grande. Por isso, temos que oferecer conforto e qualidade de vida para que eles continuem no campo. Isso inclui, além da água tratada, transporte escolar, programas habitacionais, estradas conservadas”, disse o prefeito Osvaldo de Souza, durante a entrega da obra, na sede da Prefeitura.

Para atender às famílias da Linha Estrada Medianeira, foram investidos R$ 144 mil. A Sanepar perfurou um poço, construiu estação de bombeamento de água e assentou mais de 8,9 km de tubulação. Dois reservatórios de água com capacidade para armazenar 8 mil litros de água também estão atendendo as famílias.

O presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, destacou a importância da parceria com a Prefeitura para garantir a obra. Sem o interesse mútuo, segundo ele, não seria possível realizar o investimento feito com recursos da empresa e com a participação do executivo municipal.

Para Chaowiche, mais do que garantir os investimentos, é preciso o envolvimento da população. “A comunidade precisa participar e entender a importância da obra e do trabalho que é feito. Por isso, a Sanepar busca envolver os moradores durante todo o processo. Afinal, depois de entregue, é a própria comunidade que cuida do sistema”, explicou.

ÁGUA DIRETO EM CASA – Joventina Peretti Bittencourt mora há 17 anos na localidade e lembrou das dificuldades para que os moradores tivessem água de qualidade. “Foram várias tentativas de perfurar poços, mas como a comunidade fica numa região muito rochosa, não se consegue água facilmente. Além disso, quando chove, a água fica suja. Em períodos de estiagem, as minas secam. Com água direto em casa e limpinha para beber, é muito melhor”, comemora a agricultora.

Junto com Joventina e outros moradores da comunidade, estavam os colonos Zacarias Lima de Godoi e Vicentino Xismenes de Souza. “Se todo mundo viesse pra cidade, como ia ficar”, pergunta Vicentino. Eles, que moram lá há quase 20 anos, disseram que se o problema da água não tivesse sido resolvido, talvez não continuassem por muito mais tempo na comunidade.

MAIS INVESTIMENTOS - De 2011 até agora, a Sanepar investiu em todo o município de Jesuítas R$ 1,6 milhão. Entre esses investimentos, se destaca a obra no centro de reservação do Distrito de Carajá.

Galeria