Notícias

Apae de Matelândia recebe lousa digital da Sanepar

11/10/2019

Equipamento foi adquirido com recursos do programa de coleta e destinação do óleo de cozinha e vai beneficiar 130 alunos

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Matelândia – Apae Jesus Menino, recebeu na manhã desta sexta-feira (11) uma lousa digital que vai compor o material didático dos alunos da instituição. A entrega foi feita pela gerente regional da Sanepar, Rita Ivone Camana, e por representantes dos empregados da Sanepar que atuam nas ações do voluntariado à diretora Sheila Penini e aos professores e alunos da entidade. A cerimônia teve a presença do vice-prefeito, Enio de Oliveira, do presidente da Câmara de Vereadores, Rafael Felisberto, da secretária de Educação do município, Neiva Bozio, de vereadores, secretários e representantes da comunidade. A Apae Jesus Menino atende hoje 130 alunos. A demonstração do uso da lousa digital foi feita pelos alunos Joseane Prado e José Carlos Carvalho Filho, junto com a diretora Sheila.

“A Sanepar tem responsabilidade social e identificamos nesse projeto uma forma de cumprir a missão e a visão da empresa, trabalhando de forma sustentável. Além das metas ambientais, o projeto visa contribuir com a sociedade, porque as lousas trazem a possibilidade de desenvolvimento cognitivo das pessoas atendidas”, frisou a gerente Rita. A coleta do óleo faz parte do programa “Se ligue nessa ideia, sem óleo na rede”, que tem por objetivo evitar que o óleo seja descartado em pias e ralos e vá parar nas redes coletoras e estações de tratamento de esgoto.

Problemas evitados– Rita mostrou que o óleo na rede provoca entupimentos e extravasamentos do esgoto nas ruas e vias públicas ou refluxo para dentro dos imóveis, e que nas estações ele compromete a eficiência do tratamento. O descarte em outros locais pode, ainda, contaminar o meio ambiente e os mananciais de abastecimento. “Por onde o óleo passa causa problema”, explica. A gerente disse também que o projeto, que era apenas interno, ganhou força e adesão da comunidade. “Ampliamos os pontos de coleta de óleo e fizemos parceria com as Apaes da região, que conta com 19 municípios, para reverter os recursos da venda do óleo em lousas digitais”, destacou Rita. São necessários, em média, cerca de 2,5 mil litros de óleo para adquirir uma lousa digital.

O vice-prefeito disse que vê uma grande oportunidade de ampliação do projeto ao conhecer os resultados alcançados. “Vamos estudar as possibilidades de ampliar a divulgação da coleta desse resíduo para que outras entidades e pessoas possam se beneficiar do projeto”, afirmou Enio, como representante do Executivo municipal. Já a secretária Neiva destacou a tecnologia da lousa digital porque, segundo ela, “a ferramenta vem ao encontro do aprendizado de todas as crianças, e aqui, principalmente, das pessoas especiais que são atendidas pela Apae.”

A parceria entre a Sanepar e as Apaes foi firmada em 2017. Atualmente, são 32 pontos de coleta espalhados pelos municípios da região Oeste. A Sanepar planeja entregar mais uma lousa digital para outra escola especializada até o mês de novembro.

Dia das Crianças– Os empregados da Sanepar aproveitaram o evento para entregar um kit com cartilhas, material didático e doces a estudantes da Apae Jesus Menino em homenagem ao Dia das Crianças.

Galeria