Notícias

Coral Sanepar faz show com Mônica Salmaso e Nelson Ayres

23/01/2019

Apresentação única faz parte da Oficina de Música de Curitiba e da comemoração do aniversário de 56 anos da Companhia


A apresentação do Coral Sanepar com os músicos convidados Mônica Salmaso e Nelson Ayres encantou o público na noite desta terça-feira (22), no Guairão. O show é parte da programação oficial da 36.a Oficina de Música de Curitiba e das comemorações do aniversário de 56 anos da Sanepar. O repertório teve músicas de Chico Buarque, Edu Lobo, Dori Caymmi, João Bosco, Ernesto Nazareth e do grupo curitibano Blindagem. Com direção musical do maestro Dirceu Saggin e regência de Cristiane Alexandre, o show teve como convidados instrumentistas de violino, bateria, flauta, violoncelo, guitarra e baixo.

Na apresentação, houve músicas executadas apenas pelo Coral, pelo duo da cantora Mônica Salmaso e do pianista Nelson Ayres e por todo o conjunto. Algumas canções tiveram o acompanhamento do público com palmas. O psicólogo e tenor Sérgio Spinatto, que fez parte por 22 anos do Coro do Guaíra, emocionou-se com o show. “Fiquei muito surpreso com a qualidade do Coral Sanepar e com o repertório. Fiz aniversário nesta semana e foi um presente maravilhoso ver esta parceria com músicos consagrados.”

Mônica elogiou a seriedade do coral e a iniciativa da Sanepar em manter esta atividade. “Isso é importante na vida”. Ela, que já participou de outras edições da Oficina de Música, disse estar muito feliz com o convite. “São pessoas apaixonadas, que se dedicam a este Coral, que faz um bem danado para elas e devolvem isso ao público de forma querida e generosa, como fui recebida por elas.”

Formado em setembro de 1983, o Coral tem vozes masculinas e femininas de empregados da ativa, aposentados e ex-funcionários. Mônica Salmaso é uma das maiores intérpretes da música brasileira, com mais de 10 discos gravados. Em 2018, recebeu o Prêmio da Música Brasileira como melhor cantora regional e com o álbum Caipira, na categoria regional.

Nelson Ayres está entre os grandes nomes da música instrumental brasileira, com longa trajetória como regente, arranjador, instrumentista e produtor musical. Foi maestro da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, por 10 anos, e regente de outras orquestras no Brasil e no exterior, como a Orquestra Filarmônica de Israel.

Galeria