Notícias

Encanadores participam de curso

18/09/2015

Trinta encanadores participam de curso sobre ligação de esgoto em Apucarana

O processo de tratamento de esgoto, a função da caixa de gordura e a legislação que exige que o imóvel esteja interligado se estiver disponível a rede coletora, foram alguns dos temas tratados no curso de preparação para encanadores realizado em Apucarana. O evento capacitou 30 profissionais para executar corretamente a ligação dos imóveis na rede, na quarta-feira (16).

O curso foi promovido pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), em parceria com a Prefeitura de Apucarana, por meio da Agência do Trabalhador. Teve oito horas de duração, com a emissão de certificado para os participantes. “Vale destacar que a Sanepar não credencia encanadores, mas fornece uma lista com nomes em ordem alfabética para a consulta dos clientes”, lembra o coordenador do curso e técnico ambiental da Sanepar, Silvio Luiz Fachini. A relação dos encanadores que participam do curso fica disponível para consulta dos clientes pelo telefone 0800 200 0115 ou na central de relacionamento da Sanepar.

Fachini afirma que o diferencial do curso é o simulador da rede de água e de esgoto construído no pátio da Estação de Tratamento de Água da Sanepar, onde foi realizado o curso. Em tamanho real, tubulações de diferentes diâmetros, caixas de passagem e de gordura estão disponíveis para ilustrar as explicações. “Creio que a possibilidade de ver na prática os conceitos e a maneira como deve ser executada a ligação superou as expectativas de todos”, comenta. Ele conta que o curso teve participantes de Apucarana, Jandaia do Sul e Marilândia do Sul.

CONHECIMENTO - “Agora me sinto mais seguro para convencer o cliente a não fazer gambiarras”, afirma Fábio Leandro Ponsi, um dos participantes do curso. Ele se refere ao conhecimento sobre a necessidade de eliminar curvas e instalar caixas de passagem para conectar as tubulações. “Ninguém quer gastar, ainda mais hoje em dia, mas é preciso investir para evitar problemas futuros”, explica Fábio.

Sônia Regina Mariano é técnica em edificações e atua como encanadora há cerca de 20 anos. Ela é defensora de que as fossas sejam eliminadas, por oferecerem riscos à saúde pública. “Além disso, tem o risco de desbarrancamento. Todas as fossas, cedo ou tarde, vão ocasionar um tipo de problema”, relata. Ela diz que a rede da Sanepar é o melhor destino que pode ser dado ao esgoto.

Vanderlei Rodrigues do Amaral atua na manutenção geral de imóveis, com pintura e hidráulica, e diz que não sabia como que era o processo de tratamento de esgoto da Sanepar. Segundo ele, o curso também esclareceu dúvidas de ordem prática. Com 10 anos de experiência, Vanderlei considera que o curso melhora o seu currículo.

LIGAÇÕES - Mais de 7 mil imóveis estão sendo beneficiados pela obra de ampliação da rede de esgoto em Apucarana. Os investimentos ultrapassam R$20 milhões e abrangem a duplicação da capacidade da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Biguaçu, três estações elevatórias e mais de 145 quilômetros de tubulações. O atendimento com coleta e tratamento de esgoto deve chegar a 80% da população ainda neste ano.

OPORTUNIDADE – Para quem não pode participar do curso realizado nesta semana, a Sanepar está programando uma segunda turma no dia 14 de outubro. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas diretamente na Agência do Trabalhador de Apucarana, na Rua Renê Camargo de Azambuja, nº 705, em horário comercial. O curso será realizado, das 8h às 18h, na Estação de Tratamento de Água da Sanepar, na Vila Regina, Rua Papa João XIII, s/nº.

Galeria