Notícias

Jovens discutem Saneamento Rural em Cornélio Procópio

23/05/2016

Encontro reuniu 200 líderes da juventude rural para tratar de políticas públicas para o setor

A atuação da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) junto às comunidades rurais foi tema de discussão no Encontro de Líderes da Juventude Rural, na quinta-feira (19), em Cornélio Procópio. A primeira edição do evento reuniu mais de 200 jovens de todo o Paraná para discutir políticas públicas como as de acesso à terra, ao crédito e à assistência técnica.

Em 30 anos de existência, o Programa Saneamento Rural já beneficiou mais de 100 mil famílias. Atualmente existem 2.100 sistemas em operação no Estado. Eles tiveram a participação da Companhia na concepção do projeto de engenharia, aplicação de recursos, apoio técnico e organização da comunidade para a administração e manutenção dos equipamentos. “Podemos dizer que é um trabalho social, porque não há interesse comercial e nem condição de operação desses sistemas”, afirma o coordenador de Relações com a Comunidade da Sanepar, Roboão Senegaglia, que falou no evento.

Segundo ele, foram investidos R$ 126 milhões, a fundo perdido, para atender habitações dispersas na área rural. Todo o trabalho é feito em parceria com as prefeituras e visa garantir água potável para comunidades rurais. Há casos em que a fonte de abastecimento – normalmente poço – fica distante 22 km do imóvel. “Todo esforço é feito para garantir água própria para o consumo humano e fator essencial para que os filhos permaneçam no campo”, destacou. O gerente regional da Sanepar em Cornélio Procópio, Bráulio Leonel, participou da abertura do Encontro e falou da importância dos jovens terem conhecimento e acesso aos serviços públicos. Ele lembrou que o saneamento na zona rural também é  um indicador de qualidade de vida e uma questão de saúde pública.

PARA O JOVEM – O Encontro de Líderes da Juventude Rural foi realizado pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (FETAEP) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), com apoio da Assessoria Especial de Juventude (AEJ) e outros órgãos do Governo do Estado. “Existem muitas ações dentro das prefeituras, do governo do Estado e do governo Federal que atingem os jovens, mas muitos deles não sabem como acessar esses programas ou até mesmo não sabem quais são. A nossa função é dar visibilidade e fortalecer esses projetos que existem”, disse Edson Lau Filho, assessor especial de juventude.

Galeria