Notícias

No Oeste do PR, Cascavel e Foz se destacam em ranking de saneamento

09/06/2020

Análise se baseia nos indicadores de água tratada, de coleta e tratamento de esgoto e de coleta e destino final dos resíduos sólidos

Na região Oeste do Estado, Cascavel e Foz do Iguaçu se destacam no ranking de saneamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) divulgado na sexta-feira (5). Dos 500 pontos possíveis no indicador, Cascavel obteve 498,98, ficando na 11ª colocação, e com 494,62 Foz do Iguaçu ficou na 29ª posição. O levantamento feito pela ABES posiciona também Curitiba como a melhor capital do país em saneamento e indica, além de Cascavel e Foz, as cidades de Umuarama, Maringá, Londrina e Cambé entre as 30 melhores na categoria Rumo à Universalização, a mais alta classificação. Todas são atendidas pela Sanepar.

O ranking avalia o percentual de pessoas atendidas pelos serviços de abastecimento de água na área urbana e na rural, coleta de esgoto e de resíduos sólidos. Nele também são aferidos os percentuais de tratamento de esgoto e da destinação adequada dos resíduos. Para a análise, o ranking utiliza indicadores do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).

Segundo o gerente geral da Sanepar na Região Sudoeste, Renato Mayer Bueno, o saneamento do Brasil está em desenvolvimento. “Em algumas cidades como Cascavel e Foz do Iguaçu, graças ao empenho do Governo do Estado, da Sanepar, dos municípios e, principalmente, dos empregados que atuam na região, os sistemas de abastecimento com água tratada e os sistemas de esgoto sanitário fazem a diferença e se destacam para ter o reconhecimento da ABES.”

O gerente diz ainda que todo esse esforço traz benefício direto à saúde da população. “O saneamento adequado reduz a incidência de doenças de veiculação hídrica. É esse aporte que a Sanepar faz para as cidades e para população paranaense”, afirma Renato.

Cascavel tem sido destaque também nas pesquisas do Trata Brasil mantendo-se entre as sete mais bem colocadas de todo o país em abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto. A área urbana dispõe de 100% de cobertura com a rede de distribuição de água e mais de 98% de cobertura com a rede coletora de esgoto. Foz do Iguaçu, igualmente, dispõe de 100% da rede de água para a população urbana e o índice de esgoto chega próximo dos 80%. O destaque é que nas duas cidades 100% do esgoto coletado recebe tratamento adequado.

Galeria