Notícias

Obras de saneamento prosseguem em todas as regiões do Paraná

16/06/2020

Mesmo com crise de coronavírus, investimentos ultrapassam R$ 1 bilhão em sistemas de água e de esgoto

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) já está executando cerca de 280 obras em diferentes municípios do Estado e outras 158 serão licitadas ainda em 2020. São intervenções que ampliam a capacidade de produção de água, melhoram a distribuição e garantem a qualidade do fornecimento. O total de investimentos deve chegar a R$ 1,3 bilhão e inclui também a expansão do serviço de esgotamento sanitário.

Além de manter o fornecimento de água tratada para 100% da população urbana, os investimentos reforçam a capacidade de atendimento, absorvendo a entrada de novos consumidores, que aumenta mês a mês. Outro objetivo é a ampliação do serviço de esgotamento sanitário que, atualmente, atende 74,5% da população com coleta e 100% de tratamento do material do coletado.

O programa de investimentos é extenso e beneficia localidades com perfis bem variados, incluindo municípios de pequeno porte, como Barra do Jacaré, que possui cerca de 2.900 habitantes, às maiores cidades do Estado.

Segundo Claudio Stabile, diretor-presidente da Sanepar, o cronograma de empreendimentos envolve desde o atendimento de problemas pontuais de desabastecimento a obras que podem mudar as condições de saúde da população e ajudam na preservação do meio ambiente. Além disso, ele explica que a Companhia tem utilizado tecnologias das mais modernas e encurtado o cronograma de obras para levar soluções para municípios de todo o Estado. “A Sanepar não para. Nos próximos meses, vamos acelerar os investimentos, e conseguiremos chegar a R$ 1,3 bilhão neste ano, mesmo com os reflexos da pandemia do coronavírus. São obras que levam mais saúde à população, em todos os cantos.”

OBRAS DE NORTE A SUL

Uma das mais importantes obras em andamento no Paraná é a nova Barragem do Miringuava, que fará parte do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) e beneficiará uma das regiões mais afetadas pela estiagem severa pela qual o Paraná está passando. A nova barragem, com investimentos de R$ 160 milhões, atenderá cerca de 650 mil habitantes da Capital e dos municípios de Fazenda Rio Grande, Araucária e São José dos Pinhais. A construção da barragem segue a todo vapor e deve ser finalizada em dezembro próximo.

Também está sendo ampliada a capacidade da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Belém, em Curitiba. A maior estação de esgoto do Estado irá aumentar sua capacidade de tratamento dos atuais 1.500 litros para 2.520 litros por segundo.

Cascavel recebe um dos maiores investimentos na região Oeste. A principal obra é a nova captação de água do Rio São José, que vai aumentar em 25% a capacidade do sistema, além da construção de dois novos reservatórios. Há ainda ampliações dos sistemas de abastecimento em Toledo e Medianeira. E serão ampliados os serviços de esgotamento sanitário em Corbélia, Três Barras do Paraná, Guaíra e Terra Roxa. No Sudoeste do Paraná, os principais investimentos estão no abastecimento de água de Pato Branco e na ampliação do esgoto para Francisco Beltrão e Dois Vizinhos. As duas regiões somam 78 obras em andamento.

Nas regiões Sudeste, Centro-Sul e dos Campos Gerais, a Sanepar executa obras e projetos em 33 municípios. Em Laranjeiras do Sul, está sendo ampliado todo o sistema de abastecimento. Cândido de Abreu terá a capacidade de produção de água dobrada com nova captação e um segundo módulo de tratamento. Em Telêmaco Borba, a estação de tratamento de água (ETA) terá incremento de cerca de 60% de sua capacidade.

Obras de melhoria no fornecimento de água tratada também contemplam Ortigueira, Foz do Jordão e Ponta Grossa. Em União da Vitória, a Sanepar está construindo uma nova ETE e implantando 55 quilômetros de rede coletora. Mais investimentos ampliam os sistemas de esgoto em Guarapuava e Pinhão.

No Norte, são 21 empreendimentos em andamento e outros 19 que serão licitados até o fim do ano. Em Londrina, haverá melhoria na distribuição de água, com substituição de 86 quilômetros da atual rede de ferro por tubulação de polietileno de alta densidade. Em Rolândia, serão substituídos 38 quilômetros de rede. Estações de tratamento de esgoto estão sendo ampliadas em Londrina, Maringá e Apucarana. Em Arapongas, duas elevatórias compactas de esgoto viabilizam o atendimento da unidade do Hospital Norte do Paraná (Honpar) que está em construção.

Na Região Noroeste, estão em andamento obras de reforma e ampliação das ETEs de Paranavaí e Umuarama, além de melhorias no abastecimento de água em diversas cidades da região.

O ritmo e o volume de investimentos da Sanepar seguem a média dos últimos anos com previsão de crescimento até 2024. No exercício de 2018 e 2019, foram investidos pela Companhia R$ 2,057 bilhões. O Plano Plurianual de Investimentos (PPI) prevê R$ 7,6 bilhões até 2024.

Galeria