Notícias

Prefeito de Londrina agenda visita a obras da Sanepar

20/02/2019

Com investimentos de R$ 220 milhões, Sanepar está ampliando sistemas de água e de esgoto que vão elevar indicadores já excelentes

A Sanepar está investindo cerca de R$ 220 milhões em obras de ampliação do sistema de abastecimento de água e de coleta e tratamento de esgoto em Londrina. O prefeito Marcelo Belinati deve percorrer, nos próximos dias, o canteiro de obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Sul e frentes de trabalho em bairros que estão recebendo a ampliação da rede coletora nas zonas Norte e Oeste. Ele também deve conhecer os novos reservatórios de água que já estão em fase de testes na cidade.

O convite para as visitas foi feito pelo novo gerente geral da Sanepar na Região Nordeste, Rafael Malaguido, que esteve no gabinete do prefeito nesta terça-feira (19). Do encontro com o prefeito também participaram os gerentes Regional Mauro Demiciano, Industrial, Antônio Gil Gameiro, e de Projetos e Obras, Luiz Nacayama.

“Vamos dar agilidade ao atendimento dos compromissos assumidos com os municípios de nossa região. A missão da Sanepar é levar saúde para a população e queremos fazer isto com qualidade e efetividade”, destacou Malaguido.

O gerente afirmou ainda que a nova gestão deve ser de diálogo aberto e de parcerias. “Queremos que haja contato direto e diário entre as equipes da Sanepar e da Prefeitura para a definição de prioridades conjuntas e para que as obras sejam executadas de maneira integrada. Isto certamente irá maximizar benefícios e minimizar transtornos para a população”, ressaltou o gerente geral.

O prefeito também demonstrou interesse no diálogo aberto, especialmente na elaboração de um cronograma de ações coordenadas na cidade e no atendimento de demandas que chegam até o seu gabinete. Belinati afirma que a ideia é trabalhar sempre em conjunto. “Estão sendo feitos inúmeros investimentos na cidade. Londrina já tem uma situação privilegiada: são 100% dos domicílios com água tratada, 93% já atendidos com rede de esgoto. Mas têm grandes obras previstas tanto no atendimento com rede de esgoto, quanto em outras questões”, destacou.

Segundo Belinati, a Sanepar é uma das empresas mais respeitadas do Brasil. “A empresa tem todo o nosso respeito. E o nosso objetivo é trabalhar cada vez mais em parceria”, concluiu.

OBRAS – A Sanepar está ampliando a rede coletora de esgoto para atender moradores dos jardins Columbia (zona Oeste) e Maria Cecília (Norte). Até 2020, serão implantados, em Londrina, 120 km de rede dentro do Programa Expansar. Por meio dele, a Companhia atende áreas esparsas dos municípios, bairros que estejam próximos de estrutura já existente de coleta e tratamento e que possam ser interligados ao sistema. Ao todo são R$ 21,9 milhões em rede coletora em 40 bairros, beneficiando mais de 9 mil famílias.

Conforme a política da Sanepar no Estado, nenhum metro de rede de esgoto é implantado sem que haja a estrutura necessária para tratar 100% do que é coletado. Em Londrina, estão sendo investidos mais de R$ 60 milhões nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) Sul e Norte para melhorar a condição do efluente final. 

O fornecimento de água com qualidade e regularidade também é garantido com obras de ampliação do Sistema de Abastecimento Integrado Londrina/Cambé. Estão em fase de testes três novos reservatórios em Londrina, com capacidade de 17 milhões de litros de água para as zonas Sul e Norte.

Ainda em 2019, a Sanepar irá licitar e dar início à construção de quatro novos centros de reservação com capacidade para mais 24 milhões de litros, além de 55 km de tubulação para a distribuição desta água, permitindo o crescimento de diferentes regiões da cidade. Este empreendimento ultrapassa R$ 84 milhões.

Os distritos Guaravera, Maravilha, Irerê, Selva e Warta também irão receber obras de ampliação dos sistemas de abastecimento. O investimento soma R$ 7,5 milhões.

ATUAÇÃO - A Gerência Geral da Sanepar na Região Nordeste (GGND) funciona como superintendência, dando suporte a outras cinco gerências regionais: Apucarana, Arapongas, Cornélio Procópio, Santo Antônio da Platina e Londrina. Ao todo são 74 municípios do Estado, 1 mil empregados e mais de  675 mil clientes.

Galeria