Notícias

Sanepar anuncia investimentos em Realeza e Santo Antônio do Sudoeste

14/07/2017

A divulgação das obras para os sistemas foi feita durante os eventos Comunidade Sanepar 

Os sistemas de abastecimento de água tratada e de esgoto sanitário de Realeza e de Santo Antônio do Sudoeste vão receber obras de ampliação. O anúncio foi feito aos moradores e às lideranças dos dois municípios durante as reuniões do programa Comunidade Sanepar, realizadas na quarta-feira (12) e na quinta-feira (13), pelo gerente regional Lindomar José Votteri.
 
No encontro de quarta, em Realeza, o gerente informou aos moradores que entrou em operação o novo reservatório de água da cidade, construído em aço vitrificado, com capacidade para armazenar um milhão de litros de água. A obra custou à Sanepar mais de R$ 1 milhão. Além disso, falou que a capacidade de tratamento do sistema vai aumentar em 54 mil litros de água por hora quando entrar em operação um novo módulo de tratamento, previsto para o final deste ano.

Lindomar anunciou, ainda, que será feita a reforma da estação de tratamento de água até meados do próximo ano e que será construído o novo escritório para atendimento ao público, totalizando um investimento de R$ 1,3 milhão. “Com esses investimos previstos e com a implantação do reservatório, vamos garantir o abastecimento de Realeza pelos próximos 30 anos”.
 
O prefeito de Realeza, Milton Andreolli, confirmou parceria com a Sanepar para estender a rede de distribuição de água para os bairros Industrial e Alto da Boa Vista. E o presidente da Câmara de Vereadores, Cláudio Eduardo de Oliveira, teve seu pedido de providências para resolver a questão do mau cheiro nas áreas próximas da Estação de Tratamento do Esgoto respondido. O ponto de lançamento do efluente tratado será transferido para cerca de 200 metros adiante das quedas de água do Rio Sarandi, que recebe o efluente do esgoto tratado. “Com isso, será eliminado o cascateamento do efluente, minimizando a dispersão dos odores característicos do processo de tratamento do esgoto”, explicou o gerente.
 
Para o sistema de esgoto sanitário, estão projetadas obras de ampliação da estação de tratamento. O projeto elétrico para as obras já está sendo licitado. Hoje a cidade tem um índice de atendimento de 67%. A Sanepar também vai ampliar a metragem da rede coletora de esgoto. As obras serão executadas em convênio com a Prefeitura e pelo programa Expansar, com recursos próprios da Sanepar.
 
SANTO ANTONIO DO SUDOESTE – Na noite da quinta-feira (13) cerca de 90 pessoas participaram do encontro em Santo Antônio do Sudoeste. O gerente Lindomar Votteri disse que a Sanepar licitou o projeto de ampliação global do sistema de abastecimento para acompanhar o crescimento da cidade e atender a demanda dos moradores para os próximos 30 anos.

O projeto de ampliação deve ser concluído dentro de um ano e serão necessários mais dois anos para que a empresa capte os recursos necessários para a realização das obras. “A Sanepar trabalha com projetos para o futuro e se antecipa às necessidades dos municípios para garantir a manutenção e continuidade dos serviços de água e esgoto”, destacou o gerente.
 
Além dos investimentos que foram aplicados no município nos últimos seis anos, que ultrapassam os R$ 3 milhões, Lindomar disse que a Sanepar também vai construir um novo escritório de atendimento ao público. As obras devem ser iniciadas até o fim do próximo ano.

O prefeito Zelírio Peron Ferrari destacou que falar de água e de saneamento é falar de saúde. "O progresso e a melhoria da qualidade de vida do país e das cidades dependem de investimentos em saúde, em educação e na base, que é o saneamento básico”, disse.
 
O gerente Lindomar lembrou que o prefeito foi o responsável pela implantação do sistema de esgoto na cidade, ao assinar, em 2008, a renovação do contrato do município com a Sanepar. “Zelírio é um homem com visão de futuro, ele solicitou que a Sanepar iniciasse os levantamentos e os projetos para instalação das redes e da estação de tratamento do esgoto,” afirmou o gerente.

Também foi destacada pelo gerente a parceria entre a Sanepar, a Prefeitura e a Cohapar, que permitiu que fossem interligados mais 400 imóveis ao sistema de coleta e tratamento do esgoto.
 
Os técnicos da Sanepar esclareceram as dúvidas dos participantes e responderam aos questionamentos em relação a tarifas, taxa de adesão ao sistema de esgoto, recomposição das calçadas e sobre alterações das datas de vencimento das faturas que estão sendo adotadas na região.
 
Além do prefeito, participaram vereadores, secretários e representantes de associações, grupos e entidades da cidade.  
 
 

Galeria