Notícias

Sanepar inaugura nova etapa do sistema de esgoto

07/09/2017

Obras beneficiam 13,5 mil famílias no Litoral

O governador Beto Richa entregou nesta quinta-feira (7/9) a segunda etapa das obras de ampliação da rede de coleta e tratamento do esgoto da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) em Matinhos e Pontal do Paraná, no Litoral do Estado. Richa visitou a residência do casal de aposentados Enio Reis e Suzete Reis, que já está com seu imóvel ligado à rede. Depois, o governador e o diretor de Meio Ambiente da Sanepar, Glauco Requião, inauguraram uma das 29 novas estações elevatórias de esgoto que compõem o sistema. Na ocasião, Glauco representou também o presidente da empresa, Mounir Chaowiche.

A segunda etapa das obras está sendo entregue três meses antes da previsão inicial. "Estamos fazendo o maior investimento em saneamento que o Paraná já viu e isso se traduz em qualidade de vida e saúde à população. Hoje, as águas do nosso Litoral são consideradas as mais limpas do Brasil", afirmou o governador. A secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, também acompanhou a visita.

As obras de esgoto nos dois municípios representam um investimento de R$ 250 milhões e envolvem a construção de 29 estações elevatórias de esgoto, 500 mil metros de rede coletora e 25 mil ligações de esgoto. A previsão é que tudo esteja pronto em julho de 2018. Na primeira etapa das obras, entregue em janeiro deste ano, 6 mil novas ligações de esgoto foram liberadas. Nesta etapa, são mais 7,5 mil novas ligações.

Obras - Nas duas etapas das obras já são mais de 13,5 mil imóveis ligados à rede nos municípios de Pontal e Matinhos. O imóvel do casal Enio Reis e Suzete Reis marca a ligação de esgoto número 13,5 mil. Eles receberam a visita do governador e ganharam de presente uma placa para comemorar essa ligação. 

Há oito anos, o casal saiu de Quedas do Iguaçu para realizar o sonho de morar e aproveitar a aposentaria no Litoral.  Suzete disse que agora com a rede de esgoto ficou tudo melhor, inclusive o cheiro que incomodava. "Antes era uma vala aberta que cheirava mal e vertia sujeira acumulada. Agora ficou tudo limpo e não tem mais cheiro, uma maravilha. A cidade mudou muito, o mar está limpo, o calçadão revitalizado e as ruas asfaltadas, dá gosto de morar aqui", contou Suzete.

Em Matinhos são 69.041 metros de rede coletora de esgoto (nas Micro Bacias: Bom Retiro, Bertioga, Paraná, Ipacaraí, Maristela, Tabuleiro, Rio da Onça, Caiçara e Remanejamento de rede em Caiobá), 3.926 ligações prediais e cincoestações elevatórias de esgoto (Ipacaraí, Rio da Onça, Maristela, Tabuleiro e Caiçara).

Para o prefeito de Matinhos, Ruy Hauer, essa é uma obra muito importante que vai mudar a cidade. "Estamos muito felizes, essa é uma obra importante para o futuro do nosso Litoral e Matinhos, que é uma cidade turística. Obras de saneamento são essenciais, mas poucos governantes se comprometem a fazer, já que elas não aparecem. Temos que agradecer o apoio do governador e o trabalho que esta sendo executado, graças aos recursos do  Estado".

Em Pontal do Paraná, são 64.271 metros de rede coletora de esgoto (nas microbacias  Atami Norte, Leblon, Grajau, Praia de Leste, Canal, Shangrilá, Porto Fino, Guarujá, Jardim Canadá, Coqueiros, Itatiaia e Beltrami), 3.767 ligações prediais e seis estações elevatórias de esgoto (Guarujá, Beltrami, Jardim Canadá, Porto Fino, Coqueiros e Itatiaia).

O prefeito de Pontal do Paraná, Marcos Fioravante, afirmou que essa obra traz mais saúde à população e também gera renda e emprego no município. "Uma obra importante que movimenta toda a economia. Com melhor balneabilidade, os turistas fazem questão de vir para o Litoral e isso é bom também para o comércio".

De acordo com Paulo Dedavid, diretor de Operações da Sanepar, o trabalho está bem adiantado e já esta sendo iniciada a terceira etapa das obras de ampliação da rede de coleta e tratamento do esgoto em Matinhos e Pontal do Paraná. "Isso vai garantir que as nossas estações de tratamento estejam aptas para o fluxo máximo de população do Litoral, atendendo de maneira confortável na temporada a população e os veranistas".

Índice - Quando concluídas as obras, a cobertura de saneamento de Matinhos vai pular de 52% para 85% da população, e a de Pontal vai triplicar, de 26% para 75%. No País, 42% do esgoto é tratado enquanto a Sanepar trata todo o esgoto que coleta, ou seja, 70% do volume gerado. O governador disse que melhorar o saneamento faz parte do compromisso que ele assumiu de mudar a história do Litoral.

"Aqui no Litoral moram famílias que merecem respeito e atenção por parte do governo nos doze meses do ano e é isso que estamos fazendo. Além de melhorar o saneamento, com um trabalho conjunto outras obras importantes foram realizadas, como a revitalização da orla e do ginásio, investimento em asfalto, escolas e na área social. Isso reflete num desenvolvimento vigoroso e sustentável do Litoral e na qualidade de vida do nosso povo", afirmou Richa.

O programa de investimentos conta com financiamento da Caixa Econômica Federal e do Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Desde 2011, os investimentos da Sanepar no Litoral somam R$ 820 milhões. Richa disse que a empresa bate recordes de investimentos em todo o Paraná. No ranking Trata Brasil, das 11 melhores cidades com água tratada, o Paraná comparece com cinco municípios: Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Ponta Grossa. Curitiba é a melhor entre as capitais.

Educação ambiental - De acordo com o diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, a Companhia faz também um trabalho forte de educação ambiental em paralelo à realização das obras. "Isso acontece em todas as obras da Sanepar. Esse projeto é acompanhado por um trabalho de capacitação e educação ambiental junta à comunidade, falando sobre a importância de ligar a sua casa na rede de esgoto. Aqui no Paraná prevalece o respeito ao meio ambiente", disse Glauco.

Em Matinhos e Pontal do Paraná estão sendo realizadas sensibilizações sobre a importância de ligar o imóvel à rede de esgoto, orientações técnicas, vistorias e reuniões comunitárias. Nessas abordagens, a Sanepar orienta os moradores sobre como fazer a correta ligação de esgoto e a importância de ligar os imóveis à rede. No caso do Litoral, a Sanepar também promoveu dois cursos para encanadores, buscando capacitar a população dos dois municípios.

Em Matinhos, foram feitas 1977 sensibilizações, 1475 orientações técnicas e 1749 vistorias. Além disso, foram realizadas 11 reuniões comunitárias que contaram com a participação de 665 pessoas. Em Pontal do Paraná, o trabalho seguiu o mesmo padrão. Foram 1674 abordagens de sensibilização, 864 orientações técnicas, 794 vistorias e mais 9 reuniões comunitárias que reuniram 477 moradores locais.

Vereadores de Matinhos, empregados da Sanepar e representantes da Caixa Econômica Federal acompanharam a entrega das obras de saneamento no Litoral.

Galeria