Notícias

Sanepar inicia limpeza no Rio Cascavel

29/03/2019

Material acumulado represa águas dos rios, causa transtornos para os moradores do entorno e altera a qualidade da água in natura

O trabalho de limpeza dos rios Cascavel e Quati, contratado pela Sanepar, terá início na segunda-feira (1), a partir das 9h. Serão retirados galhos, troncos, lixo, entulhos e vegetação que estão acumulados e que impedem o fluxo normal no curso das águas, abaixo do ponto de captação da água da Sanepar. Também serão recolhidos entulhos e lixo depositados nas margens dos dois rios num trecho de aproximadamente mil metros. A retirada e a destinação do material devem demorar cerca de 10 dias.

Essa ação faz parte do compromisso assumido pela Sanepar para melhorar as condições e preservar a qualidade das águas de Cascavel. O gerente geral da Sanepar, Renato Bueno, destaca que mais do que limpar os rios da cidade é preciso despertar nas pessoas a vontade de cuidar dos mananciais.

“Cada um precisa fazer a sua parte e não jogar no meio ambiente o que não lhe serve mais. Plásticos, pneus e outros materiais comprometem a vida aquática, facilitam a proliferação de organismos nocivos à saúde do homem e contribuem para o assoreamento e transbordamento dos rios, o que provoca enchentes e carreiam mais lixo para dentro das águas”, explica Renato.

O gerente lembra ainda que o acúmulo de lixo e sujeira causa danos para os moradores de áreas vizinhas e compromete a qualidade da água dos rios e córregos. “As pessoas da cidade precisam respeitar também o homem do campo, que mora nas proximidades dos rios e que utiliza a água para o sustento da sua família”, completa.

Para realizar a limpeza, a empresa contratada para os trabalhos deverá utilizar máquinas e equipamentos embarcados nos locais onde não há acesso pelas estradas. Todos os resíduos removidos deverão ser separados e encaminhados para a reciclagem ou para o aterro, conforme o tipo do material.

Dragagem– Em paralelo à ação de limpeza, a Sanepar concluiu, nesta sexta-feira (29), os serviços de dragagem e limpeza na captação de água do Rio Cascavel e em 100 metros antes da barragem de onde é captada água para o tratamento. Foram retirados do local cerca de 500 m³ de areia, terra, pedra brita e restos de material de construção. O lodo foi acondicionado em sacolas (bags) e ali ficará até a secagem completa. A empresa fez ainda a destinação final do restante dos materiais recolhidos.

Os dois principais objetivos dessa ação são o de melhorar a qualidade da água captada e o de preservar os equipamentos de captação de água. Os resíduos e sedimentos carreados para o leito do rio e nas calhas de sucção interferem na vazão de água a ser captada. Esse trabalho é feito periodicamente, sempre que o volume de resíduos atinge o nível de segurança.

Para estes trabalhos a Sanepar solicitou licenciamento prévio e autorizações necessárias junto ao órgão ambiental responsável.

Galeria