Notícias

Sanepar participa de reunião sobre desenvolvimento de Ponta Grossa

23/09/2019

Proposta de novo contrato para a cidade foi apresentada aos membros do Conselho

Atendendo a um convite feito pela presidência do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Ponta Grossa, o diretor-presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Claudio Stabile, esteve na tarde desta segunda-feira (23), na reunião ordinária do Conselho, para apresentar a nova proposta de contrato de Programa da Companhia para o município. Também compareceram à reunião o diretor de Operações da Sanepar, Paulo Alberto Dedavid, o diretor Comercial, Elerian do Rocio Zanetti, o gerente de Concessões, Nuno Alves Pereira, a gerente geral da Sanepar na Região Sudeste, Jeanne Schmidt, e o gerente regional da Sanepar, Lincoln Vergés.

O presidente do Conselho, Wilson Souza de Oliveira, lembrou que o objetivo da entidade é contribuir com o desenvolvimento da cidade. “Temos a missão de ajudar a prefeitura para fazer o melhor contrato possível para Ponta Grossa, para conhecermos a proposta e termos a convicção de que a Sanepar é o melhor para a nossa cidade”, ponderou.

O presidente da Sanepar destacou que a Companhia está aberta ao diálogo e aos questionamentos. “É muito importante que a população discuta qualquer delegação de serviço público, como o saneamento, que é uma questão estruturante. O diálogo faz uma grande diferença. Quando se pensa em grupo, a chance de diminuir os erros é muito maior. Esta é uma exposição preliminar, que precisa ser discutida e analisada”, ressaltou Stabile.

A atual proposta da Sanepar para Ponta Grossa prevê recursos em torno de R$ 1,5 bilhão para a cidade, num prazo de 30 anos. Desse valor, R$ 422 milhões seriam em novas obras nos sistemas de água e esgoto, e a diferença seria aplicada na operação e na reposição de ativos dos sistemas ao longo de 30 anos. Para compor a programação desses investimentos, a Companhia realizou vários estudos de soluções técnicas que apontaram as melhores alternativas para a cidade.

Os representantes da Sanepar reforçaram que o contrato vigente está sendo cumprido, mas que há necessidade de antecipação de alguns investimentos de forma a acompanhar a dinâmica de crescimento de Ponta Grossa. Para o sistema de abastecimento de água, estão previstos reforços na captação do Rio Pitangui e uma nova estação de tratamento de água no Rio Tibagi, entre outros. Para o sistema de esgotamento sanitário, entre os principais investimentos está prevista a retirada da maioria das estações de tratamento existentes na área urbana e a construção de uma nova estação de tratamento de esgoto, em local mais afastado.

Durante a reunião, também foram citados o repasse de recursos para o fundo municipal de meio ambiente, a negociação da dívida com o município, a bonificação para o município, bem como o compromisso da Companhia em atender aos parâmetros da legislação, com a preservação ambiental e com a saúde da população.

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, falou sobre a importância da discussão: “É um assunto que está sendo tratado com grande responsabilidade e que vem sendo amplamente discutido, pensando no futuro da nossa cidade”, conclui.

Galeria