Notícias

Sanepar recebe vereadores para falar sobre nova proposta de contrato

04/09/2019

Representantes do legislativo atenderam a convite feito pela Companhia e conheceram os detalhes da nova proposta para o município

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) recebeu, na manhã de hoje (04), vereadores de Ponta Grossa para conhecer e esclarecer dúvidas a respeito da proposta de um novo contrato que vem sendo apresentada pela Sanepar para o município. O encontro ocorreu na sede da Gerência Geral da Sanepar Região Sudeste.

A gerente geral Jeanne Schmidt destaca que o intuito da aproximação com os vereadores é de dar continuidade ao diálogo transparente que vem sendo estabelecido pela Companhia com o Legislativo e com a sociedade, de forma geral. “Convidamos os 23 vereadores para a reunião, e tivemos o comparecimento de 11 deles. Acreditamos que estas discussões são sempre produtivas, já que estamos tratando de um tema tão importante para a população ponta-grossense, que é o saneamento”, afirma a gerente.

Ela cita que “a reunião possibilitou abordar vários assuntos relacionados aos investimentos que a Sanepar pretende fazer no município, nos colocamos à disposição e deixamos esta discussão aberta para futuras reuniões, para tentarmos formatar a melhor proposta de contrato possível para Ponta Grossa”, observa.

Jeanne explica que, para o município, a modalidade de Contrato de Programa tem como vantagem o detalhamento dos investimentos atrelados à sua efetiva aplicação e ao ano de execução. Já a Sanepar tem interesse em continuar prestando os serviços de saneamento na cidade e evitar que eles passem ao controle da iniciativa privada, o que pode ocorrer em função da nova lei do saneamento que está prestes a ser votada em Brasília. “Com um novo Contrato de Programa, a Sanepar também terá condições de antecipar alguns investimentos importantes para acompanhar o crescimento de Ponta Grossa com tranquilidade, especialmente no sistema de abastecimento.”

Investimentos – A atual proposta da Sanepar para Ponta Grossa prevê recursos em torno de R$ 1,5 bilhão para a cidade, num prazo de 30 anos. Desse valor, R$ 422 milhões seriam em novas obras nos sistemas de água e esgoto, e a diferença seria aplicada na operação e na reposição de ativos dos sistemas ao longo de 30 anos. Para compor a programação desses investimentos, a Companhia realizou vários estudos de soluções técnicas que apontaram as melhores alternativas para a cidade.

Na opinião do presidente da Câmara Municipal, Daniel Milla (PV), “a reunião foi muito positiva. Tanto vereadores oposicionistas quanto da base de governo fizeram vários questionamentos em relação ao trabalho realizado pela Sanepar e a nova proposta de Contrato de Programa, e nós vamos analisar isso com muita cautela”, afirma.

O vereador Pietro Arnauld (Rede) avaliou a reunião como interessante ao ter acesso aos dados apresentados pela Sanepar e vê nas discussões oportunidades de avançar em melhorias para Ponta Grossa.

Exemplo – Discussões semelhantes ocorreram em Londrina, segunda maior cidade do Estado, cerca de três anos atrás. O município, inclusive, chegou a contratar uma consultoria externa para avaliar qual seria a melhor opção para os serviços de saneamento, entre a municipalização, a licitação para o setor privado ou o contrato com a Sanepar. Os estudos apontaram, segundo o próprio município, para a continuidade dos serviços prestados pela Sanepar, tendo sido firmado um novo Contrato de Programa em Londrina no ano de 2016. Já a capital do Estado firmou Contrato de Programa com a Sanepar no ano passado, assegurando investimentos em seus sistemas de água e esgoto pelos próximos 30 anos.

Galeria