Notícias

Sanepar se reúne com moradores de Pato Branco e de Marmeleiro

20/04/2017

As principais reivindicações das duas cidades estão relacionadas à ampliação das redes coletoras de esgoto

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) promoveu mais dois encontros com a comunidade no Sudoeste do Estado. Nos dia 18 e 19 de abril, gerentes e técnicos da empresa conduziram os trabalhos do Programa Comunidade Sanepar em Pato Branco e em Marmeleiro.

Em Pato Branco, no dia 18, o gerente geral da Sanepar no Sudoeste, Renato Mayer Bueno, destacou que a cidade vai receber investimentos de mais R$ 32 milhões para ampliação do sistema de abastecimento de água. A empresa já está licitando obras de R$ 9,4 milhões para aumentar a produção de água e construir mais dois reservatórios. Ele falou também das melhorias feitas na Estação de Tratamento de Água, entregues recentemente pelo governador Beto Richa e pelo presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche.

Participaram do evento 10 dos 11 vereadores de Pato Branco, presidentes de sete associações de moradores, representantes de instituições de ensino e de órgãos do Governo do Estado e moradores da cidade. O presidente da Câmara Carlinho Polazzo disse que a Sanepar está indo pelo caminho certo com a realização do encontro.

“A sociedade busca a transparência e a clareza das informações e a Sanepar está dando mostras de que isso é possível”, destacou. Polazzo lembrou ainda que este ano é estratégico para Pato Branco porque está sendo feita a revisão do Plano Diretor da cidade. “É a hora de apresentarmos sugestões, nossas reivindicações para que a Sanepar também possa trabalhar seu planejamento estratégico”, completou.

Os vereadores e moradores fizeram perguntas sobre a ampliação extensão das redes coletoras de esgoto. A mais antiga reinvindicação é a dos moradores dos bairros Menino Deus, Primavera, São João e Alto da Glória, onde os terrenos não têm viabilidade para a perfuração de fossas. O gerente explicou que o Menino Deus e o Primavera serão atendidos no segundo semestre deste ano. Os demais bairros já contam com os projetos prontos e vão ser inseridos no pedido de financiamento também este ano. Se os recursos forem aprovados, as obras poderão ser licitadas já em 2018.

Segundo Renato, junto com os recursos para a ampliação das redes coletoras está o projeto para transferência da estação de tratamento de esgoto para fora do perímetro urbano, aprovada pela comunidade em audiência pública realizada em 2015. O gerente pediu aos vereadores e aos representantes do executivo municipal para que não sejam permitidos novos loteamentos em regiões próximas da nova ETE.

RIO PATO BRANCO – Renato disse que está em vias de liberação a construção de uma usina para gerar energia no Rio Pato Branco que é o principal manancial de abastecimento da cidade. “Não somos contra a construção da usina, mas precisamos ter a garantia de que o manancial seja priorizado para o abastecimento da população”, explicou. O gerente explicou que em períodos de estiagem o rio teve sua vazão reduzida drasticamente, pondo em risco o atendimento das necessidades do abastecimento. “Qualquer interferência precisa ser pensada com parcimônia, para que a população não sofra as consequências”, ressaltou.

MARMELEIRO – Em Marmeleiro, no dia 19, o gerente regional da Sanepar em Francisco Beltrão, Lindomar José Votteri, destacou que a cidade teve nos últimos cinco anos mais de R$ 9 milhões de investimentos em obras de ampliação do sistema de abastecimento e do sistema de esgoto sanitário. Anunciou que as obras da nova estação de tratamento de esgoto (ETE) foram concluídas nesta semana e que em breve será feita a interligação de mais 700 imóveis ao sistema. Com isso, 52% da população terá acesso à rede coletora de esgoto.

A notícia mais esperada foi a de que em breve a atual ETE, próxima ao Posto de Saúde Central, será desativada atendendo à reivindicação da prefeitura e da comunidade. Votteri informou ainda que foram concluídas obras de melhorias e ampliação da estação de tratamento de água. Até o início do próximo ano, a estação estará totalmente automatizada, dando maior segurança e confiabilidade ao sistema.

Participaram o prefeito Jaimir Darci Gomes da Rosa, o presidente da Câmara, vereador Amilto Lima, o vice-prefeito Altair Gabriel, vereadores, secretários, líderes empresariais e moradores da cidade. Segundo o prefeito, a administração municipal será sempre parceira da Sanepar porque a empresa promove qualidade de vida aos moradores. “Queremos mais investimentos para que a Sanepar aumente o atendimento com rede coletora de esgoto”, pediu Jaimir. O presidente da Câmara lembrou que a Sanepar também tem atendido com água tratada moradores da área rural, como as comunidades da Linha KM 10, São Luiz, São Brás e Novo São João. “Os vereadores e a prefeitura querem que a Sanepar expanda os investimentos em Marmeleiro”, completou.

O gerente Lindomar anunciou que a Sanepar e a prefeitura estão iniciando parceria para atender com rede coletora de esgoto, ainda este ano, o Bairro Bandeira. Para a região do Centro e do Bairro Alvorada, alvos das reivindicações, a previsão é para os próximos anos, pois dependem da instalação de uma estação elevatória de esgoto ainda sem recurso autorizado. “O modelo de gestão adotado pela Sanepar nos últimos anos tem garantido que os investimentos não vão parar. Com planejamento, a empresa se prepara para aplicar no Paraná somente em 2017 mais R$ 1 bilhão em obras de água e de esgoto”, concluiu o gerente.

Galeria