Notícias

Sanepar vistoria, por dia, 8 km da rede de esgoto de Cascavel

16/05/2011

A Sanepar vistoria, em média, oito quilômetros da rede coletora de esgoto de Cascavel, por dia. No trabalho são identificados e corrigidos os pontos comprometidos e que podem obstruir a rede e causar entupimentos, extravasamentos e pôr em risco a qualidade ambiental da cidade.

Duas equipes trabalham com caminhões hidrojateadores em 80 poços de visitas – equipamento de acesso à rede, por onde são executadas as manutenções e limpezas. Quando o ponto vistoriado apresenta entupimento, os empregados retiram o material mais pesado e denso e, na seqüência, injetam água com pressão para limpar, desobstruir o local e impedir que o esgoto transborde na rua ou até mesmo retorne para dentro dos imóveis.

Na área central da cidade os serviços são executados, geralmente, aos domingos para evitar transtorno no trânsito e para o comércio. São utilizados, em média, 20 mil litros de água por dia na desobstrução e limpeza das tubulações de esgoto.

Os técnicos informam que os maiores problemas nas redes são provocados pelas pessoas que deixam entrar na tubulação coisas que nunca deveriam estar lá, como gordura, panos, latas e restos de materiais de construção.

“A gordura se solidifica, formando uma espécie de tampão, entupindo a rede e muitas vezes fazendo o esgoto retornar para dentro dos imóveis”, diz a gerente regional da Sanepar, Marisa Rohde. Por conta deste hábito da população, nos períodos mais frios é necessário intensificar a limpeza, principalmente, nas regiões onde há concentração de bares e restaurantes.

A orientação é que em cada imóvel seja instalada a caixa de gordura e que seja feita a manutenção e limpeza periódica para evitar transtornos. O óleo e a gordura devem ser acondicionados em potes e destinados a instituições ou pessoas que os utilizam como matéria-prima para fazer sabão e detergente.

O cabelo que cai durante o banho também ajuda a obstruir a passagem do esgoto porque os fios se entrelaçam, causando sérios danos nas redes. Os fios que ficam na escova não devem ser jogados em ralo, pia ou no vaso sanitário.

O sistema de esgoto está preparado para receber somente os efluentes domésticos. O lixo, a água da chuva e outros materiais, além de danificar, entupir e provocar vazamento e refluxo, podem comprometer o meio ambiente e o processo nas estações de tratamento do esgoto.

O que não deve ser jogado na rede de esgoto:
- garrafas, frascos, embalagens, tampa de garrafa;
- caneta, lápis, borracha;
- resto de materiais de construção, areia, cimento, pedra; madeira, plástico, lata;
- roupa, fralda, absorvente, cotonete, cabelo, camisinha, papel higiênico;
- óleo, gordura, estopa;
- água da chuva.


Poço de inspeção obstruído com a gordura


Lixo que não deveria ir para o sistema de esgoto ajuda a entupir as redes


A gordura endurece e entope as redes coletoras de esgoto


Equipes limpam 80 poços de visita e 8 mil metros de rede por dia

Galeria