Notícias

Sanepar volta a operar a captação de água que abastece Fazenda Rio Grande

16/05/2020

Análises não apontam presença de gasolina ou etanol em três pontos do manancial

A captação de água que abastece parte da população de Fazenda Rio Grande foi retomada na tarde deste sábado (16). Os serviços haviam sido interrompidos no fim da noite de sexta-feira (15), após ser informada do rompimento de um oleoduto da Transpetro, no município de São José dos Pinhais.  As análises efetuadas na água do rio logo abaixo do ponto do rompimento, em local intermediário e no ponto de captação não apontam a presença do produto que atingiu o Rio Despique. Ao que tudo indica, o vazamento ficou contido em tanques de criação de peixes.

O monitoramento continua sendo efetuado pelas equipes da Sanepar para assegurar que qualquer resíduo não entre na captação de água da cidade. As análises são feitas a cada 6 horas nos três pontos, o que garante segurança operacional do sistema, uma vez que a água que passa no ponto intermediário leva 8 horas para chegar até a captação da Sanepar. Além disso, as equipes da Companhia fazem o controle na estação de tratamento a cada meia hora.

Como medida de segurança, a Sanepar informa que se mantém em alerta e poderá, eventualmente, paralisar novamente a captação e a produção de água caso ocorra alteração na qualidade da água in natura.

O abastecimento para as regiões dos bairros Parque Industrial, Jardim Itália, Eucaliptos, Hortência, dos Estados, Gralha Azul, Jardim Veneza, Colonial, Nações, Santarém, Palmeiras, Sol-Levante, Santa Helena, Santa Maria, Santa Terezinha, São Sebastião e Iguaçu está sendo retomado gradativamente.

Em nota, a Transpetro, diz que “identificou uma tentativa de furto em duto operado pela companhia na região do Agaraú, em São José dos Pinhais, Paraná. A ação criminosa provocou vazamento de etanol e gasolina. Não há vítimas, nem feridos, e o vazamento já foi contido. A operação do duto foi interrompida e equipes da companhia foram imediatamente para o local e isolaram a área. As autoridades competentes foram comunicadas e o órgão ambiental, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros realizaram avaliação do local. As equipes da Transpetro atuam na contenção e limpeza do produto”.

  

 

 

Galeria