Notícias

Veranistas aprovam limpeza das praias pela Sanepar no Litoral do Paraná

06/01/2012

Frequentar as praias paranaenses nesta temporada ficou muito mais agradável, segundo turistas que escolheram o Litoral do Estado para aproveitar as férias de verão. E um dos principais motivos é encontrar a areia das praias limpas, sem restos de alimentos, sacos plásticos, latas de bebidas, bitucas de cigarros ou cacos de vidros.

O trabalho de retirada do lixo da orla marítima está sob a responsabilidade da Sanepar, que através de licitação contratou uma empresa que mantém uma equipe de 125 pessoas – todos moradores dos municípios litorâneos –, além de máquinas limpadoras e caçambas motorizadas (dumpers) para realizar o serviço. Desde o início da operação, em 16 de dezembro de 2011, os equipamentos já percorreram 1.200 quilômetros fazendo a limpeza das praias. Apenas no primeiro fim de semana da operação foram coletadas 12 toneladas de lixo gerado pelos veranistas nas praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná.

“Estamos recolhendo diariamente, em média, quatro toneladas de lixo. No primeiro dia do ano foram retiradas da Praia Brava, em Caiobá, 1,2 mil garrafas de vidro”, revela o presidente da Sanepar, Fernando Ghignone, que ressalta também a colaboração dos veranistas para o sucesso da operação. “Vemos muitas pessoas em nossas praias com consciência ambiental e isso ajuda no trabalho que estamos realizando”.

O gerente da Sanepar no Litoral, Carlos Roberto Pinto, também elogia a participação dos veranistas para manter as praias limpas. “A população está colaborando. Os resíduos estão sendo colocados nas sacolas biodegradáveis e entregues nos equipamentos de coleta ou diretamente aos coletores”, afirma.

O reflexo do trabalho é percebido pelos veranistas. A analista de Recursos Humanos Cristina Muller, por exemplo, diz que não se arrepende por ter escolhido as praias do Paraná para aproveitar as férias. “Sempre achei que não havia conscientização ambiental nas praias do Paraná, pela falta de higiene e sujeira das praias, mas esta temporada está diferente. Tiro o chapéu para essa equipe de coletores”, elogia. O casal Saulo Silva e Paula Cordeiro também está satisfeito com a limpeza da beira-mar. “É a primeira vez que vejo esse serviço aqui em Caiobá e acho bacana a iniciativa do Governo”, comenta Saulo, que é economista. “Praia limpa é segurança para nós que temos crianças. Faz uma diferença muito grande”, concorda a psicóloga Paula.

O zootecnista Reginaldo Rodrigo Trolezzi, de Maringá, classifica como “fantástico” o trabalho da equipe e dos equipamentos que a Sanepar contratou para a limpeza da orla. “É prazeroso chegar na praia pela manhã. E tem mais: observar o trabalho desse pessoal traz conscientização à população que está curtindo as férias”.

Rosangela Possenti Minikowski e o filho Gustavo defendem a fiscalização como forma de reduzir o volume de lixo jogado nas areias das praias. “Não suporto ver praia suja, mas esse ano está muito bom, devido a esse serviço de limpeza. O Governo do Paraná está de parabéns”, afirma o estudante, que descansa no Litoral depois de prestar vestibular para Medicina. A família Minikowski, que é de Cuiabá (MT), percorreu cerca de dois mil quilômetros para aproveitar o verão paranaense.

Coletores – Entre as 125 pessoas contratadas para executar as ações previstas pela Sanepar estão coletores, motoristas, supervisores e pessoal administrativo. Toda a mão de obra é local, gerando emprego e renda para moradores do Litoral. Entre empregos diretos e indiretos, foram ofertadas 300 vagas. Todos passaram por cursos de capacitação e orientados a preservar as áreas de restinga, que são extremamente importantes para o ecossistema do Litoral.

Entre os equipamentos, a caçamba de cada uma das seis máquinas limpadoras tem capacidade para 750 quilos. Cada dumper comporta até 2 mil quilos. Quando as caçambas estão cheias, os resíduos são dispostos em locais estratégicos e depois recolhidos pelas equipes contratadas pelo Instituto de Águas do Paraná, que dão o destino adequado. As máquinas limpadoras e os dumpers estão executando o trabalho desde a Barra do Saí, em Guaratuba, até a praia Pontal do Sul, no município de Pontal do Paraná.

Maria Lúcia de Campos - 47 anos de idade e moradora há seis da Vila Nova Tabuleiro, em Matinhos -, Érica Amábila Cardoso - 27 anos, há 14 em Matinhos - e Vanessa dos Santos, 25 anos e há 20 em Matinhos, integram a equipe de coletores. Todas concordam que, nesta temporada, o trabalho de limpeza é o melhor que já presenciaram. “Trabalhei na limpeza em anos anteriores, mas agora o nosso serviço é mais percebido e reconhecido”, diz Maria Lúcia.

Educação ambiental - Além de manter as atividades do saneamento básico no Litoral, fornecendo água tratada e coletando o esgoto sanitário, a Sanepar promove ainda ações de educação ambiental. Os coletores distribuem bituqueiras, sacolas de lixo biodegradáveis e uma cartilha que orienta os veranistas a zelarem pela praia. A empresa também está fornecendo 1.200 tambores para lixo orgânico e reciclável, distribuídos pela orla.

Sanepar faz limpeza das praias do PR neste verão from Sanepar_pr on Vimeo.

Limpeza é realizada nas praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná

A analista de RH Cristina Muller

O estudante Gustavo Possenti Minikowski percorreu 2 mil quilômetros para descansar no Litoral do Paraná

Carlos Roberto Pinto, gerente da Sanepar no Litoral
,

Para Maria Lúcia de Campos o trabalho é melhor reconhecido pelos veranistas

Galeria