Furto de cabos no poço do João de Barro afeta abastecimento em vários locais

MARINGÁ - 12/10 a 13/10

A Sanepar informa que, devido a vandalismo e furto de cabos de energia no poço do bairro João de Barro, em Maringá, ocorridos na madrugada desta terça-feira (12), pode haver falta de água e/ou redução de pressão na rede nos seguintes locais: Lagoa Dourada, Parque da Gávea, Parque Residencial Tarumã, Madrid, Cidade Alta, Santa Felicidade, Europa, Céu Azul, Porto Seguro, São Silvestre, Sol Nascente, Paraíso, Ipanema, Catedral, Jardim Araucária. As equipes da Sanepar estão trabalhando para recuperar a estrutura e retomar a produção. A previsão é de que o abastecimento normalize, gradativamente, ao longo desta quarta-feira (13).

Em situações como essa, a Sanepar pede aos clientes que priorizem a água para consumo humano (higiene e alimentação) e façam uso econômico. Decreto Estadual aprovado em 5 de agosto de 2021 também estabelece que, “em situação de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos é consumo humano e dessedentação de animais.”

Podem ficar sem água clientes que não possuem caixa-d’água domiciliar. A Sanepar lembra que, de acordo com norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), cada imóvel deve ter caixa-d’água com capacidade para atender as necessidades dos moradores por, no mínimo, 24 horas. O reservatório domiciliar deve armazenar pelo menos 500 litros.

A Sanepar pede a colaboração de todos e orienta para que a população utilize a água com racionalidade, evitando desperdícios.

O Serviço de Atendimento ao Cliente Sanepar é feito pelo telefone 0800 200 0115. Ao ligar, tenha em mãos a conta de água ou o número de sua matrícula.

Para consultar esta e outras informações, use o aplicativo para celular Sanepar Mobile ou acesse sempre o site da Sanepar: www.sanepar.com.br