Notícias

Sanepar explica escolha do Rio São José para captação de água

16/05/2019

Explanação feita aos vereadores também será apresentada na plenária da Câmara durante a Tribuna do Povo

O gerente-geral da Região Sudoeste da Sanepar, Renato Mayer Bueno, esteve reunido na tarde da quarta-feira (15) com os vereadores de Cascavel para falar sobre a implantação de uma nova captação de água no Rio São José, no distrito de São Salvador, e sobre a ampliação do sistema de abastecimento.

Renato esclareceu que no estudo elaborado na década de 90 foram definidas as áreas que seriam utilizadas para abastecimento público e quais seriam os cuidados necessários para garantir a qualidade da água dos rios. Em 2006, na aprovação do Plano Diretor de Cascavel, ficou definido que as bacias dos rios Cascavel, Peroba, Saltinho, que já compõem o sistema de abastecimento, e que os rios São José e do Salto seriam usados para o abastecimento da população. A mesma lei, que foi substituída pela 91/2017, estabeleceu critérios para uso e atividades nessas bacias.

Sobre o Rio São José, a Sanepar tem outorga desde 2002 e desde então tem feito monitoramento da qualidade da água. Esse rio tem classificação 2 no Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e atende toda a legislação que regula os mananciais para abastecimento das cidades. No monitoramento efetuado pela Sanepar, não foram encontradas até agora quaisquer alterações que possam comprometer a qualidade da água ou inviabilizar seu uso para o abastecimento. “O Rio São José apresenta grande proteção da mata ciliar no seu curso, após o ponto da nova captação, toda a água vai passar por criteriosos processos de tratamento até chegar aos imóveis dos consumidores”, disse Renato.

O presidente da Câmara, vereador Alécio Espínola, convidou a Sanepar a fazer uma apresentação de todo o processo de escolha do rio, andamento das obras e projetos para atendimento no futuro, na plenária da Câmara. O evento ficou agendado para o dia 3 de junho, na Tribuna do Povo, com início às 9h.

 

Galeria