INVENTÁRIO DE GASES DE EFEITO ESTUFA

A sustentabilidade, mais do que um conceito, está no dia a dia das atividades da Sanepar afetando os aspectos econômico-financeiro, social e ambiental, pois a conjugação dessas variáveis assegura a perenidade da empresa. Nesse sentido, ela é uma das perspectivas do Mapa Estratégico da Companhia e direciona seus esforços para a geração de valor a todas as suas partes interessadas, tornando-se inerente ao negócio. 

A Sanepar reconhece que a preservação e a conservação do meio ambiente e a interação com as pessoas são imprescindíveis para o seu crescimento sustentável, e que estas ações contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população. 

Em consonância com as práticas de gestão sustentável previstas no Mapa Estratégico da Companhia, anualmente as emissões de gases de efeito estufa (GEE) provenientes das atividades da empresa são quantificadas para elaboração do Inventário de Gases de Efeito Estufa (IGEE). Com ele, é possível identificar os principais processos de geração de GEE e gerenciá-los buscando redução ou neutralização.

O primeiro inventário da Sanepar foi elaborado em 2008 com dados referentes ao ano de 2007, e há nove anos a Companhia reporta seu IGEE ao Registro Público do Programa Brasileiro GHG Protocol. O documento disponível no link abaixo apresenta os resultados obtidos para o IGEE relativo ao ano de 2019, o qual aborda todos os sistemas da Sanepar e utiliza como base a experiência acumulada na elaboração das edições anteriores e novas ferramentas disponíveis.

Como em anos anteriores, a estimativa das emissões de gases de efeito estufa provenientes das atividades da Sanepar é realizada com base nos métodos disponibilizados pelo Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC) e pelo Programa Brasileiro GHG Protocol. Para conhecer mais sobre o histórico de registros da Sanepar (2008-2019), acesse: http://www.registropublicodeemissoes.com.br/