Notícias

Sanepar orienta clientes para que façam a correta ligação de esgoto

17/11/2014

A principal recomendação é nunca misturar o esgoto na mesma tubulação da água da chuva

No ano de 2014, a Sanepar pretende oferecer a 74 mil clientes a possibilidade de fazer a ligação de esgoto entre o seu imóvel e a rede coletora. Além destas, existem as ligações potenciais, já disponíveis onde a rede foi implantada e os clientes ainda não fizeram a interligação. As 74 mil novas ligações serão disponibilizadas em cidades de todas as regiões do Estado. Os moradores estão sendo orientados sobre a maneira adequada de fazer a conexão.

Não misturar o esgoto com a água da chuva é uma das principais recomendações dos técnicos. Na rede da Sanepar, feita em cerâmica ou outro tipo de tubulação fechada, só pode ser lançado o esgoto. Se a água da chuva for lançada na rede de esgoto, pode provocar sobrecarga na tubulação e o esgoto vai retornar para dentro de algum imóvel, normalmente pelo vaso sanitário.

O esgoto – que integra um complexo sistema – tem como destino final uma estação de tratamento da Sanepar. “Para cumprir a finalidade para a qual foi construído, o sistema de coleta e de tratamento de esgoto depende que cada cliente faça a sua parte dentro das normas técnicas”, diz o coordenador de manutenção da Sanepar, César Rupp.

O cliente que liga a água da chuva na rede de esgoto ou lança esgoto na galeria de água pluvial pode ser autuado pela Vigilância Sanitária, terá que corrigir a irregularidade e ainda pagar multa. As determinações legais estão no Decreto Estadual 3926, no Artigo 21, que especifica que é proibido ligar a água da chuva na rede pública de esgotamento sanitário, assim como despejar esgoto na galeria de água pluvial.

A água das calhas e ralos deve ser encaminhada para a galeria de água pluvial, instalada pela prefeitura. Na parte externa da galeria estão as bocas-de-lobo, grade instalada próxima ao meio-fio que retém o lixo e permite o escoamento da água da chuva das calhas e das ruas. Estes equipamentos – galeria, formada por manilhas de concreto, e bocas-de-lobo – compõem o sistema de drenagem de uma cidade. A água da chuva segue pelas redes até chegar a um rio.

CUIDADOS – Observar as recomendações técnicas e evitar aborrecimentos e multas é muito fácil. Entre as orientações estão medidas bem simples. O esgoto que sai da pia da cozinha e da churrasqueira deve passar pela caixa de gordura antes de chegar à rede da Sanepar. Os resíduos armazenados nesta caixa devem ser retirados, periodicamente, para evitar que entupam a rede e provoquem o retorno do esgoto para dentro da residência. Em lojas de materiais de construção, já é possível comprar caixa de gordura com cestinha que armazena a gordura e permite a limpeza de forma fácil.

Uma ligação bem feita evita problemas. Em algumas das cidades onde está implantada a rede coletora de esgoto, a Sanepar treina encanadores para que eles possam prestar serviços de qualidade.

Todas as orientações estão disponíveis no Guia do Cliente publicado no site www.sanepar.com.br. Basta buscar no endereço:

http://site.sanepar.com.br/sites/site.sanepar.com.br/files/guia_cliente_...

 

 

Galeria